top of page
  • Foto do escritorCardiomed

VOCÊ ESTÁ ESCOVANDO OS DENTES DO JEITO CERTO?

Especula-se que a primeira escova de dentes com cerdas, semelhante à que usamos hoje, tenha surgido na China, em 1498. Desde então, todos nós temos uma forma particular de escovar os dentes, mas sempre com o propósito de limpar para evitar futuros problemas bucais. Porém, há muitos detalhes a serem observados durante a escovação.

Um deles é encontrar a escova e os produtos ideais. Afinal, escovar os dentes de maneira inadequada ou com uma escova deteriorada pode danificar as gengivas e não ser eficaz na remoção da placa bacteriana. Como as gengivas são muito sensíveis, uma técnica errada de escovação também pode gerar problemas a longo prazo.

É comum pensar que quanto maior a quantidade de pasta e espuma, maior a eficácia da escovação, mas isso não é verdade.

Segundo a cirurgiã-dentista Ândrea Manzke, a quantidade de pasta recomendada deve ocupar 1/3 da cabeça da escova, ou seja, apenas a pontinha: “Não é o tanto de pasta que se coloca, mas sim o número de vezes que se escova ao dia que irá garantir a sua limpeza bucal ideal”, explica.

Nesse sentido, para que se garanta uma limpeza completa, é mais importante a movimentação correta da escova do que o excesso de produto.


Fonte: VIVA BEM UOL



8 visualizações0 comentário
bottom of page