• Cardiomed

VANTAGENS E DESVANTAGENS DA TELEMEDICINA

A telemedicina no Brasil vem sendo discutida há anos, devido à variedade de benefícios que a prestação de serviços médicos à distância pode trazer ao sistema de saúde do país. Contudo, por se tratar de um recurso inovador e ainda massivamente desconhecido, é natural que haja questões quanto à sua implementação, eficácia e limites éticos e legais.

Esse método de atendimento é um dos principais exemplos de como a tecnologia evoluiu à favor da saúde nos últimos anos. Somado ao prontuário eletrônico e às cirurgias robóticas, a telemedicina veio para mudar a vida de diversas pessoas que podem se beneficiar do atendimento remoto, tanto como profissionais quanto como pacientes.

A partir das funcionalidades do sistema é possível ganhar tempo no atendimento, tornando-o mais ágil. Outro fator importante é a expansão do conhecimento técnico e possibilidade de compartilhá-lo com outros profissionais, pois a plataforma favorece a troca de informação, quando necessária. Ainda, a telemedicina melhora o contato com o paciente permitindo acompanhamento remoto mais efetivo.

Os impactos na saúde são muitos. Ao aproximar distâncias por meio da tecnologia, o paciente consegue ser diagnosticado mais cedo e, assim, tratado precocemente, diminuindo as chances de complicações. A facilidade de acesso a especialistas remotamente amplia a distribuição de assistência médica para locais, que atualmente são mais prejudicados, e aperfeiçoa o prognóstico dos pacientes.

A situação da telemedicina no Brasil é regida pela Portaria 467/20 do Ministério da Saúde, que liberou o serviço como meio de combate à Covid-19, em caráter de exceção. Antes disso, a teleconsulta, teletriagem e o telemonitoramento, entre outras vertentes do monitoramento remoto, não eram passíveis de serem praticadas. Sabemos que a regulamentação definitiva será uma questão de tempo.


Fonte: IMEDICINA


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo