• Cardiomed

PROBLEMAS DE SAÚDE NA CIRURGIA PLÁSTICA

Estar satisfeito com a estética da face ou do corpo não é futilidade, muito menos assunto de menor importância. É importante para sentir auto-confiança, amor próprio e felicidade, que proporcionam força e vontade para seguir sempre em frente.

Cirurgias plásticas são grandes aliadas nesse processo e existem para eliminar boa parte das características que deixam as pessoas desconfortáveis com seu visual. Porém, para uma cirurgia plástica ser bem sucedida, a questão não passa somente pela estética, mas pela saúde como um todo.

Como em qualquer cirurgia, o sucesso depende muito do estado de saude do paciente. Doenças preexistentes podem ser grandes empecilhos para a realização de cirurgias plásticas, pois podem comprometer a cicatrização, favorecer a infecção e outros.

Diabéticos só podem operar se estiverem com os níveis de glicose no sangue totalmente controlados. A doença dificulta a cicatrização das feridas cirúrgicas.

Todas as cirurgias oferecem risco de trombose , porém, alguns fatores elevam o seu risco de ocorrência como tabagismo, anticoncepcionais orais, obesidade e tombofilia.

Qualquer infecção, mesmo as mais simples, como sinusite, infecção de garganta, infecção urinária, resfriados ou gripes, podem agravar quadros de saúde. O risco é de a infecção se tornar generalizada em função da debilidade do organismo.

Doenças cardiovasculares como arritmias cardíacas, hipertensão, cardiomiopatia, insuficiência cardíaca descompensada e outras, podem levar a uma parada cardíaca durante a cirurgia.

Visite seu médico antes de qualquer cirurgia!


Fonte: CIRURGIASEGURA.COM



1 visualização0 comentário