top of page
  • Foto do escritorCardiomed

NA LUTA POR UM CORAÇÃO SAUDÁVEL, ESTILO DE VIDA GANHA MAIS IMPORTÂNCIA

As doenças cardiovasculares - obstruções dos vasos sanguíneos que irrigam, principalmente, o coração e o cérebro - são a principal causa de morte no mundo, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). Por ano, 17,5 milhões de pessoas morrem por doenças do sistema circulatório, principalmente infarto, derrame, insuficiência cardíaca e angina.

No Brasil, os números também impressionam. Hoje, as doenças cardiovasculares são responsáveis por mais de 30% do total de mortes. São 300 mil por ano - média de um óbito a cada dois minutos. Essa estimativa confere, nos dias atuais, elevada taxa de mortalidade por infarto agudo do miocárdio, apesar dos inúmeros avanços terapêuticos obtidos nas últimas décadas.

Segundo os especialistas, um dos fatores que ajudam a explicar por que as doenças circulatórias lideram as causas de mortes no Brasil é o fato de a população estar envelhecendo e negligenciando os hábitos saudáveis de vida.

Para o diretor Técnico Assistencial do Hospital Santa Izabel, Ricardo Madureira, a mudança de hábitos e de comportamentos é uma frente a ser trabalhada para efetiva melhora do bem estar da sociedade. "Seguir uma dieta saudável, manter o peso ideal, fazer exercícios e atividades de relaxamento e parar de fumar reduzem significativamente o risco de contrair doenças cardiovasculares", diz Madureira. "Os hábitos de hoje costumam ter conseqüências daqui a 10, 15 ou 20 anos", completou.


Fonte: G1



7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page