MEU BEM, MEU MAL… PARA O CORAÇÃO

Há indícios de que o ser humano tome leite de vaca desde 5000 a.C. Apesar da convivência milenar, a bebida protagonizou controvérsias recentes no mundo da nutrição e foi excluída do dia a dia de muita gente.

Mas uma nova pesquisa entorna o caldo a seu favor. Ela revela que o consumo diário superior a 260 ml (para homens) e 321 ml (para mulheres) está associado a um menor risco de infartos e AVCs.

Sim, pouco mais de um copo de leite por dia seria um benfeitor cardiovascular. A nutricionista e coautora Fernanda Marcelina Silva, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), conta que a constatação veio após análise de dados de 6 671 voluntários acompanhados por oito anos pelo Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (ELSA-Brasil).

Embora o trabalho não prove uma relação de causa e efeito, existem outras evidências de que nutrientes encontrados no alimento resguardem as artérias — caso do ácido linoleico conjugado (CLA), que tem papel anti-inflamatório.


Fonte: VEJA SAÚDE



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo