• Cardiomed

INTERVALO DIFERENTE ENTRE AS VACINAS

É importante dizer que nenhuma das orientações é feita ao acaso. Tanto a vacina de Oxford como as outras têm recomendações de intervalos entre a primeira e a segunda dose com base em estudos clínicos feitos durante o desenvolvimento da vacina. Assim, quando os testes clínicos são iniciados, os laboratórios fazem a opção por analisar alguns cenários específicos para avaliar a resposta do organismo. Com a vacina britânica, optou-se por acompanhar a resposta imunológica após um mês e três meses de aplicação da segunda dose.

"O resultado foi que, em um espaço maior de tempo, a resposta do organismo foi melhor", afirma Natália Pasternak, doutora em microbiologia e presidente do Instituto Questão de Ciência. Esse dado acabou sendo publicado em um estudo apresentado no periódico The Lancet.


Fonte: UOL VIVA BEM


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo