top of page
  • Foto do escritorCardiomed

HIPERTENSÃO ARTERIAL: O QUE É, SINTOMAS E POSSÍVEIS TRATAMENTOS

A primeira análise global abrangente das tendências na prevalência, detecção, tratamento e controle da hipertensão, publicada em 2021, apontava que havia mais de 720 milhões de pessoas com pressão alta no mundo sem fazer tratamento – de um total de 1,28 bilhão de pacientes que convivem com a condição. No Brasil, de acordo com dados da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), também em 2021, a frequência de diagnóstico médico de hipertensão arterial foi de 26,3%, sendo de 27,1% entre mulheres e de 25,4% entre homens. Para o dr. Marcus Bolivar Malachias, cardiologista e governador do Capítulo Brasil do American College of Cardiology, porém, essa porcentagem deve ser ainda maior, visto que muitas das pessoas que têm hipertensão não sabem que vivem com a doença. De acordo com o médico, mais de 90% das pessoas não sentem sintomas quando estão com a pressão alta. E os outros 10% podem apresentar queixas que não são exatamente específicas da condição, como dores de cabeça, tontura, sangramento nasal, falta de ar e edema nas pernas. O problema é que a hipertensão é o mais importante e prevalente fator de risco para doenças cardíacas, que são a principal causa de mortes no Brasil e no mundo.


Fonte: VEJA SAÚDE



2 visualizações0 comentário
bottom of page