• Cardiomed

GLÚTEN PODE. É SÓ NÃO EXAGERAR

Principal fonte de carboidratos e de glúten, o trigo está presente desde o pãozinho que acompanha o café da manhã até biscoitos, bolos, massas, tortas e pizzas. Pessoas com doença celíaca, intolerantes ou com alergia ao glúten precisam exclui-lo da dieta para terem uma vida com saúde. Mas quem não tem nenhuma doença do tipo não precisa eliminá-lo do prato para ter uma alimentação saudável. O problema não é o trigo em si, e sim a forma como ele é utilizado na fabricação de alguns produtos e os ingredientes que o costumam acompanhar. "Como qualquer alimento, o trigo precisa ser consumido com moderação. Hoje observamos o consumo exagerado de alimentos industrializados e ultraprocessa.

A alergia ao trigo, por sua vez, consiste na resposta imunológica desencadeada pelo consumo de qualquer uma das proteínas presentes no trigo. Em geral, os sintomas se manifestam imediatamente ou dentro de até duas horas após a ingestão do alimento. A reação alérgica se caracteriza, sobretudo, por sintomas cutâneos, como urticária, manifestações gastrointestinais, respiratórias ou até a anafilaxia (reação alérgica aguda com risco de morte). O diagnóstico preciso deve ser feito com avaliação médica através de análise dos sintomas e também de exames de sangue.


Fonte: VIVER BEM UOL


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo