CUIDADOS PARA EVITAR PÉ DIABÉTICO

Atividades físicas como hidroginástica, por exemplo, além de uma alimentação sem excesso de gorduras, açúcar e sal, aliadas à ida regular ao médico são importantes para evitar doenças como o diabetes. E para quem já tem a doença, essas ações são fundamentais para evitar o pé diabético, que não aparece espontaneamente.

Algumas complicações são associadas à formação de feridas ou infecções. Essa complicação específica (pé diabético) é uma doença que ocorre quando o paciente portador de diabetes apresenta-se com infecção, formação de ferida ou destruição dos tecidos profundos do pé.

A ferida no pé de quem tem diabetes pode alterar a sensibilidade, provocando dormência, formigamento ou queimação. Como também, problemas na circulação arterial. Ou seja, a diminuição do fluxo de sangue nas pernas e nos pés.

Quem tem diabetes pode manter alguns cuidados para evitar o pé diabético. Não tem cura, mas tem controle. A maior parte das feridas ou infecções reaparecem em menos de cinco anos. O pé diabético é o principal fator de risco para as amputações.


Fonte: SECRETARIA DE SAÚDA DO CEARÁ


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo