• Cardiomed

CORONAVÍRUS E A HIPERTENSÃO

Analisando todas as evidências, chega-se a conclusão de que o uso dos IECA/BRA não parece agravar o quadro clínico de pacientes com Covid-19 (pelo menos, não há evidências comprovando que essas drogas aumentariam a capacidade de infecção do vírus). Em outras palavras, o efeito protetor dos inibidores de SRAA parecem sobrepor, pelo menos por enquanto, os riscos associados a seu uso no contexto da Covid-19. Isso não é evidência suficiente para sugerir a prescrição desses medicamentos para esses pacientes. Porém, é evidência o suficiente para manter o uso em pacientes que tomavam essas medicações antes, em especial naqueles portadores de insuficiência cardíaca. Logo, é importante lembrar que, em períodos de incertezas como esse, vale a pena continuar seguindo o que é consolidado por evidências, a despeito do que ainda é apenas hipótese.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo