• Cardiomed

AROMATERAPIA PODE AJUDAR NA DEPRESSÃO

Um estudo realizado pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), com 1460 pessoas em 23 estados, nos meses de março e abril, revelou um aumento de 90% nos casos de depressão, 40% em relação ao estresse agudo e 71% em crises durante a pandemia do novo coronavírus. A aromaterapeuta Marcia Rissato diz como as terapias complementares – que têm seus resultados reconhecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) há 70 anos – podem ajudar neste período.

"É evidente que a pandemia está afetando as mentes humanas de uma maneira arrasadora, trazendo uma vulnerabilidade feroz para as pessoas. Medo de morrer, de perder emprego, de passar fome, angústia pelo isolamento, solidão, depressão, compulsão por comida e drogas são alguns dos efeitos. As pessoas que já tinham latentes essas doenças da mente, receberam aí o gatilho (covid-19 e o isolamento) para as doenças da mente tomarem conta", explicou Marcia Rissato.

Recentemente, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) aprovou uma recomendação para que gestores públicos usem e divulguem práticas integrativas e complementares, como aromaterapia, homeopatia, acupuntura, fitoterapia, florais e reiki, no tratamento da covid-19. Entretanto, vale ressaltar que as práticas integrativas e complementares, as chamadas PICs, são oferecidas pelo SUS desde 2006 – atualmente sendo ofertadas 29 delas.


Fonte: O DIA


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo